Assessoria em Avaliação de Desconforto Corporal e Dor - Diagrama de CORLETT (Questionário de avaliação de desconforto corporal – Dor);

Consiste na aplicação de instrumento de avaliação da sintomatologia dolorosa com os trabalhadores, com objetivo de mostrar um panorama preventivo de possíveis problemas osteomusculares que representam a maior causa de afastamentos das atividades de trabalho.  Consta de um modelo do corpo humano na posição atômica, onde existe uma divisão do corpo em 14 regiões anatômicas e 27 sub-regiões com pontuações que variam de 1 (nenhum desconforto/dor) e 5 (Intolerável desconforto/dor).

 

Dinâmica

  • Apresentar ao gestor da indústria a proposta de avaliação a ser realizada
  • Apresentar ao trabalhador e descrever o formato da avaliação
  • Solicitar que aponte o local do incomodo ou dor e quantificar em escala de 1 a 5 a sua sensação
  • Tabular os resultados colhidos com objetivo de gerar informações.
  • Dar devolutiva a empresa.

 

DESCRIÇÃO

CARGA HORÁRIA

Micro

Peq

Med

Grand

Extra

Visita técnica para o início das definições e avaliações dos postos.

01 h

01 h

01 h

01 h

01 h

Coletar, organização e tabulação dos dados coletados. 

  03h

04h

06h

12h

12h

Produção do relatório.

03h

10h

12h

17h

 20h

Apresentar a empresa o resultado da avaliação.

01h

01h

02h

02h

02h

TOTAL DE HORAS

08h

16h

32h

48h

56h

 

Assessoria em Ergonomia Organizacional - Ferramenta de Macroergonomia

Consiste na aplicação de ferramenta por setor da empresa que tem seu funcionamento dividido em três etapas que são coleta de informações com os trabalhadores, devolutiva aos mesmos para quantificação dos itens de demanda ergonômica (IDE) e devolutiva a empresa em forma de relatório com ações propostas, com objetivo avaliar do ponto de vista organizacional e psicossocial as atividades realizadas em uma determinada empresa, linha ou setor de produção, no qual se torna capaz de identificar os IDE, que podem ser em um total de 5 em que após esta primeira etapa é solicitado que seja dado um peso as IDE encontradas em uma escala de 15 cm é solicitado aos colaboradores que pontuem o quanto aquele fator influencia na atividade.

Dinâmica

  • Delimitar o setor a ser avaliado
  • Apresentar ao grupo de trabalhadores folha de identificação da IDE, com 05 espaços com a seguinte pergunta “relate 05 ações que mais impactam na realização de sua tarefa”.
  • Tabular os resultados encontrados na avaliação dos IDE separando as que mais aparecem na lista.
  • Retornar em um total de 5 IDE da lista associada a uma escala visual não numerada de 15 cm para ser apresentada aos trabalhadores e solicitar que os mesmos deem um peso na escala para cada IDE selecionada.
  • Tabular os dados e gerar gráficos referentes aos IDE.
  • Dar a devolutiva à empresa mostrando os resultados com objetivo de traçar ações de melhoria.

DESCRIÇÃO

CARGA HORÁRIA

Micro

Peq

Med

Grand

Extra

Visita técnica para o início das definições e avaliações dos postos.

01 h

01 h

01 h

01 h

01 h

Aplicação da Ferramenta de Macroergonomia. 

  03h

04h

06h

12h

12h

Produção do relatório, reaplicar as IDE aos trabalhadores, tabular os dados

03h

10h

12h

17h

 20h

Apresentar a empresa o resultado da avaliação.

01h

01h

02h

02h

02h

TOTAL DE HORAS

08h

16h

32h

48h

56h

 

Assessoria em Saúde – Controle dos atestados médicos para redução da carga tributária das empresas.

Escopo: Assessoria em Saúde para contribuir com a melhoria do ambiente de trabalho e monitoramento da saúde do trabalhador, visando a redução do FAP (Fator Acidentário Previdenciário) das empresas e a redução dos custos em SST, através do levantamento dos atestados médicos, indicando a existência de doenças ocupacionais e emitindo dados epidemiológicos para o direcionamento das medidas que deverão ser adotadas pela empresa, visando a redução da carga tributária.

 

Carga Horária por porte:

  • Micro e Pequena -  12horas
  • Média: 22hs
  • Grande: 32hs
  • Extra Grande: 40hs

DESCRIÇÃO

CARGA HORÁRIA

Micro e Pequena

Média

Grande

 

Extra Grande

Visita técnica para reconhecimento da demanda e organização do Planejamento Anual para a Gestão de Atestados, em conjunto com a empresa.

 

2 h

 

3 h

 

4 h

 

4 h

Realizar o levantamento de informações sobre os atestados de saúde apresentados nos últimos 6 (seis) meses.

 

2 h

 

3 h

 

6 h

 

6 h

Realizar o treinamento para a equipe de saúde ou RH da empresa, sobre a inserção dos dados na Planilha de Controle de Atestados ou Módulo Gestão de Afastamento Sistema S+.

 

 

2 h

 

 

3 h

 

 

4 h

 

 

4 h

 

Gerar relatórios mensais sobre o índice de afastamentos, detalhando os motivos e as medidas interventivas que a empresa deverá adotar.

 

5 h

Diluídas nos 12 meses de vigência da Assessoria

 

11 h

Diluídas nos 12 meses de vigência da Assessoria

 

16 h

Diluídas nos 12 meses de vigência da Assessoria

 

24 h

Diluídas nos 12 meses de vigência da Assessoria

Apresentar à empresa o Relatório Final com o parecer técnico sobre a Gestão do Absenteísmo, com propostas de intervenções.

 

1 h

 

2 h

 

2 h

 

2 h

TOTAL DE HORAS

12 h

22 h

32 h

40 h

 

 

Assessoria FAP / INTEP

Fator Acidentário de Prevenção

Para o atendimento nos moldes do projeto, a assessoria em gestão do FAP contempla a elaboração de um diagnóstico da situação atual da empresa em relação a essa tributação, bem como indicações de ações que podem ser adotadas para redução do mesmo.

Diagnóstico ASSTI (Avaliação da Saúde e Segurança em Trabalhadores da Indústria)

Metodologia de Avaliação de Saúde e Segurança do Trabalhador da Indústria – Metodologia ASSTI e Ferramenta de Benchmarking Empresarial de Saúde e Segurança

 

A Metodologia ASSTI e a Ferramenta de Benchmarking Empresarial de Saúde e Segurança consiste na avaliação através de perguntas direcionadas ao trabalhador, e também a coleta de informações relacionados a empresa, avalia a percepção do trabalhador e do empresário sob aspectos relacionados a estilo de vida; morbidade e percepção de saúde; produtividade e segurança no trabalho com objetivo de gerar indicadores que serão posteriormente apresentados a indústria, e a tratativa  dos mesmos junto as empresas, será subsidiado por ações do SESI para o enfrentamento concreto e direto a fatores como absenteísmo/presenteísmo, saúde e segurança no trabalho e qualidade de vida, que tanto afetam a produtividade da indústria.

 

  • Apresentar ao gestor da indústria a proposta de avaliação a ser realizada;
  • Demostrar e subsidiá-lo na utilização da Ferramenta Benchmarking Empresarial de Saúde e Segurança.
  • Apresentar aos trabalhadores e descrever o formato da avaliação;
  • Oferecer aos trabalhadores os tablets configurados com o questionário de avaliação.
  • Realizar a sincronização dos dados;
  • Gerar relatório com os resultados avaliados;
  • Priorizar indicadores baseados na crítica prévia das informações;
  • Gerar relatório de devolutiva a empresa com ações propostas de melhoria;
  • Os tempos propostos podem sofrer alterações dependendo a estratégia utilizada para coleta de dados das avaliações.
  • Apresentar as empresas a devolutiva com as proposições em período máximo de 30 dias.

DESCRIÇÃO

CARGA HORÁRIA

Micro

Peq

Med

Grand

Extra

Visita técnica para o início das definições e avaliações.

02h

02h

02h

02h

02h

Realizar a avaliação com os trabalhadores*. 

05h

10h

40h

80h

100h

Discussão dos resultados, priorização dos indicadores e produção do relatório, .

04h

04h

04h

04h

04h

Apresentar a empresa o resultado da avaliação e propostas de soluções.

02h

02h

02h

02h

02h

TOTAL DE HORAS

13h

18h

48h

88h

108h

#sempresenai #semprefuturo

Informações: 0800 777 9737